Matérias

Guia SaÚde Matérias

CIRURGIA BARIÁTRICA: QUANDO FAZER?

Gastroenterologia

CIRURGIA BARIÁTRICA: QUANDO FAZER?

Texo escrito por: Dr. Gil Yamaguchi

A cirurgia bariátrica, quando bem indicada, é de fato uma das melhores opções para o tratamento da obesidade e de seus males. Porém, nem todos têm indicação para esse tipo de cirurgia. 

Tudo começa com o cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC): PESO / ALTURA².

As indicações para a cirurgia bariátrica são:

a) IMC > 40Kg / m².

b) IMC entre 35-40Kg / m² na presença de alguns tipos de comorbidades.

Nessa faixa de IMC, as doenças associadas à obesidade mais clássicas que indicavam a cirurgia eram o diabetes tipo 2, a apneia do sono, a hipertensão arterial, a dislipidemia, a doença coronária, as osteoartrites.

Porém, a partir de 2015 novas doenças associadas à obesidade foram incluídas: doenças cardiovasculares (infarto do miocárdio, angina, insuficiência cardíaca congestiva, acidente vascular cerebral, hipertensão e fibrilação atrial, cardiomiopatia dilatada, cor pulmonale e síndrome de hipoventilação), asma grave não controlada, osteoartroses, hérnias discais, refluxo gastroesofageano com indicação cirúrgica, colecistopatia calculosa, pancreatites agudas de repetição, esteatose hepática, incontinência urinária de esforço na mulher, infertilidade masculina e feminina, disfunção erétil, síndrome dos ovários policísticos, veias varicosas e doença hemorroidária, hipertensão intracraniana idiopática, estigmatização social e depressão.

c) IMC entre 30-35Kg / m² na presença de comorbidades que tenham obrigatoriamente a classificação “grave” por um médico especialista na respectiva área da doença. É também obrigatória a constatação de “intratabilidade clínica da obesidade” por um endocrinologista.

d) Idade entre 18 e 65 anos, não há restrições.

e) Idade abaixo de 18, entre 16 e 18 anos, e acima de 65 anos: avaliação individual por uma equipe multidisciplinar (risco X benefício).

f) Em relação ao tempo de doença: apresentar IMC e comorbidades em faixa de risco há pelo menos dois anos e ter realizado tratamentos convencionais (dietas e modificações no estilo de vida supervisionados) prévios.

Caso você se enquadre nessas indicações, sugere-se fortemente que procure um médico especialista para avaliação individual e maiores esclarecimentos.

 

CIRURGIA BARIÁTRICA: QUANDO FAZER?