Matérias

Guia SaÚde Matérias

Cicatriz de acne: Quais tratamentos podem amenizar?
Cicatriz de acne: Quais tratamentos podem amenizar?

Dermatologia

Cicatriz de acne: Quais tratamentos podem amenizar?

Texto escrito por: Dra. Fabíola Tasca

A acne é uma doença que atinge grande parte dos adolescentes devido ao descompasso hormonal próprio da idade, entretanto, ela pode também se manifestar na vida adulta, principalmente em pacientes que têm oscilações hormonais, tem a necessidade da ingestão de algumas medicações como corticoides e outros imunossupressores, ou até mesmo devido ao uso de alguns suplementos e hormônios para academia.

 

 

Hoje em dia, os tratamentos disponíveis para acne nos permite explorar diferentes opções, como uso de medicações, antibióticos, isotretinoína via oral, entre outros. Todavia, muita das vezes, tais tratamentos acabam deixando marcas e manchas derivadas das acnes que ali se encontravam. Marcas estas que o paciente pode levar para o resto da vida se não tratadas corretamente, pois ficam deprimidas na pele, com cicatrizes mais profundas, dilatando os poros e deixando manchas visíveis na superfície da epiderme.

 

 

E quais seriam os tratamentos para isso? Os principais e mais comumente receitados por dermatologistas são os de uso domiciliar, como a aplicação de ácidos e cremes para a região do rosto. Os resultados dos procedimentos feitos em casa são limitantes, uma vez que, normalmente, a acne deixa manchas e cicatrizes nas camadas mais profundas da pele, onde os cremes não conseguem ter uma grande efetividade.  A solução, então, surge a partir dos tratamentos de consultórios, com base em tecnologias mais avançadas.

 

 

Quais tecnologias nós temos? Já existem no mercado, vários tipos de tratamentos disponíveis para a diminuição das cicatrizes e manchas de acnes, hoje em dia os mais consagrados são:

 

1. A Radiofrequência Nanofracionada, que consiste em liberação de radiofrequências estimulando o colágeno, a partir de microagulhas que entram em contato com a pele e que libera o tratamento nas camadas mais profundas da pele, promovendo uma contração/estímulo do colágeno, melhorando assim o aspecto a epiderme.

 

 2. O Laser Nd:YAG Q-switched de Nanosegundos, o qual é um modo spectra, que ajuda a melhorar os poros dilatados pelo processo da espinha, e também clarear as manchas provocadas pela acne.

 

 

3. Laser de Picossegundos, que além de clarear a pele, também faz um certo “microagulhamento” sem agulhas, a base de laser, no qual reorganiza todo o colágeno uma vez destruído, melhorando juntamente as fibroses que muitas vezes estão presentes nas cicatrizes.

 

 

4. Preenchedores e Bioestimuladores de colágeno como ácido polilático que tem como efeito melhorar a qualidade da pele e as irregularidades provocadas pelo excesso de cicatrizes.

 

Além de tudo isso, ainda devemos orientar nossos paciente com problemas de acne, em relação aos hábitos de higiene da pele de seu cotidiano, e podemos usar algumas medicações via oral, como o uso da isotretinoína, que ajuda a fechar os poros e melhorar a oleosidade da pele, que no geral está muito presente nesses casos de cicatriz de acne e por último, estimular o uso de lactobacillus que são os probióticos via oral para ajudar a regularizar a pele e evitar o reaparecimento da acne. Porém, o uso de medicamentos via oral, bem como a melhor tecnologia só mediante a consulta de um médico especialista, no caso o médico dermatologista.