Mentoplastia

Mentoplastia
Mentoplastia

As deformidades maxilofaciais estão geralmente associadas a região de mento (nome científico dado a região do queixo, que envolve a mandíbula, o pescoço e o terço inferior da face), o que compromete a harmonia e a simetria da face, provocando impactos estéticos e funcionais.

No entanto, o terço inferior da face pode ser cirurgicamente modificado com o objetivo de corrigir as deformidades estéticas-funcionais através da mentoplastia.

Mentoplastia: Em que casos a cirurgia é indicada?

A mentoplastia é indicada para correções estéticas e funcionais, principalmente quando o paciente possui dificuldade de mastigação ou de respiração.

O procedimento pode ser dividido em mentoplastia de aumento, indicada quando o maxilar superior do paciente está posicionado à frente dos dentes do maxilar de baixo, e em  mentoplastia de redução, indicada quando os dentes do maxilar inferior estão projetados à frente do maxilar superior.

Mentoplastia:  Planejamento da cirurgia

A mentoplastia é um procedimento com resultados irreversíveis e por isso, é importante que a cirurgia seja planejada junto ao cirurgião, de forma que as expectativas do paciente a respeito do resultado estejam alinhadas com o que será realizado.

Mentoplastia: Pós-operatório

O pós-operatório da mentoplastia é curto e normalmente, sem muitas complicações. O paciente receberá alta no mesmo dia da cirurgia e em casa, deverá seguir todas as orientações passadas pelo cirurgião.

Durante a recuperação, o paciente deve manter uma dieta preferencialmente líquida e ter atenção a sua higiene bucal.

A mentoplastia oferece ótimos resultados e pode afetar positivamente os aspectos estéticos e funcionais da região, aumentando a autoestima do paciente.

Texto escrito por:
Dra. Fabiana Turchiari
Cirurgião Plástico
Maringá / PR

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
Acesse a sua conta Guia Saúde e participe da nossa conversa

Compartilhar

Facebook Twitter LinkedIn Email